Edições anteriores







2011

v. 9, n. 2 (2011)

Editorial

Neste segundo volume de 2011, fica explícito a diversidade de áreas e temas que a Contextus tem em seu escopo, alinhado com a diversidade de cursos da FEAAC-UFC sua casa. O crescimento do reconhecimento da Contextus no meio acadêmico nacional torna-se cada vez mais marcante, com a submissão constate de artigos de qualidade de colegas de todo o País. Nesta edição, os 8 artigos publicados abrangem Administração, Controladoria e Economia, sendo o primeiro artigo uma interessante contribuição  para a discussão sobre sustentabilidade e o ensino de administração. O segundo e o terceiro artigos tratam temas estratégicos da administração, um com uma análise multicaso do uso de “marcas” no setor calçadistas e outro do caso específico de uma grande empresa nacional. O quarto artigo estuda um tipo de organização pública que devidos as suas especificidades tem contribuído para explicitar a complexidade teórica dos estudos organizacionais. Outras organizações com especificidades interessantes para a discussão teórica são as IES, objeto do estudo na área teórica de controladoria apresentado no quinto artigo. O sexto artigo traz um artigo de colegas da FEAAC, sobre a Teoria do Capital Social, que com suas ótimas avaliações no sistema de Blind Review deixou o Comitê Editorial tranqüilo quanto a colocá-lo na “cota limite” de “endogenia” (conforme diretrizes da CAPES), que tem sido controlada a fio nos últimos 4 anos. E edição finaliza com dois artigos da área de Economia, um com estudo de Teoria Econômica sobre o “caso” da Coreia do Sul, e um último com análise econométrica dos preços da cana de açúcar. Ao ver esta diversidade logo duvidamos que os oito artigos sejam lidos pelas mesmas pessoas, mas a Contextus tem claro que este não é o objetivo da uma revista científica, assim espera-se que com esta diversidade ela possa estar contribuindo para a discussão científica em diversas áreas. Mesmo que seja só de um artigo, da área específica do leitor, desejamos a este uma boa leitura.

 

Atenciosamente,

Prof. Dr. José Carlos Lázaro da Silva Filho (Editor-chefe)

v. 9, n. 1 (2011)

Caros leitores,

A primeira edição de 2011 com seus oito artigos por edição, segue a decisão já seguida há 3 anos de publicarmos os quinze artigos anuais - conforme exigência da CAPES - mantendo  sempre a meta qualitativa das revistas qualificadas como B2 pela CAPES na nossa área.

Para esta edição, revisamos as funções de nossos colegiados convidando para nosso Corpo Editorial Científico Professores Pesquisadores Produtividade, Editores e Ex-Editores de outras revistas já bem qualificadas, que darão conselhos qualitativos para as edições da Contextus. Esta edição começa tematizando sobre estratégia nos seus três primeiros artigos, uma contribuição da UFRGS sobre a Estratégia de uma empresa de Agronegócios usando a Teoria Baseada em Recurso; Seguindo duas análises de estratégia de Instituições de Ensino Superior, um estudo multicasos e um estudo sobre a opção de desenvolver o Ensino a Distância. Segue a esses três primeiros artigos três artigos com o corte transversal de fundo na sustentabilidade organizacional; O quarto artigo analisa o comportamento do consumidor carioca em relação produtos ecológicos; O quinto analisa a evidenciação voluntária da Natura e o sexto busca através de abordagem institucional identificar práticas de Responsabilidade Social Empresarial na empresa de saneamento do Ceará, a CAGECE. O sétimo artigo é uma contribuição de colegas pernambucanos sobre a cadeia produtiva da Batata Reno em Moçambique, analisando a sua governança, o que deve ampliar o impacto de nossa revista a comunidade luso-falante global. Por fim, o oitavo e último artigo desta edição comprova a multidisciplinariedade da Contextus ao apresentar um artigo econômico-financeiro sobre Cooperativas de Crédito.

Gostaria ainda de comentar que continuamos seguindo as indicações da CAPES e do Manual de Boas práticas Editoriais da ANPAD, sendo nesta edição incluído um único artigo de colegas da UFC (apresentado no EnANPAD de 2010, e após submetido passou pelo processo de Revisão Ad Hoc), reafirmando a nossa busca por endogenia autoral mínima . Gostaria de finalizar agradecendo as submissões que temos recebido e voltar convidar nossos colegas a visitarem o nosso site (www.Contextus.ufc.br) e submeterem seus trabalhos a nossa revista. Um agradecimento especial fica a nossos avaliadores Ad Hoc, aos quais gostaria de enfatizar que coloquem no seus Lattes não apenas a condição de Avaliadores (deste) Periódico, mas também contem como produção técnica cada uma de suas avaliações.

Boa Leitura,

Atenciosamente,

Prof. Dr. José Carlos Lázaro da Silva Filho (Editor-chefe)


2010

v. 8, n. 2 (2010)

Caros leitores,

Nesta segunda edição de 2010 apresentamos os oito artigos dos quinze a serem editados anualmente, seguindo como meta qualitativa das revistas qualificadas como B2 pela CAPES na nossa área. Além de um corpo de Ad Hoc qualificado, para tal meta, estamos alinhando nossas práticas com “Manual ANPAD de Boas Praticas de Publicação Científica”, que disponibilizamos aos autores e nossos pareceristas na área de “arquivo” da nossa versão eletrônica. Seguindo com a nossa abertura para a transdisciplinariedade na área de gestão começamos esta edição com o artigo sobre “indicadores e sustentabilidade no contexto do jogo de empresas SEE”, que confirma a abertura da revista para temática ambiental. O artigo seguinte estuda a estratégia e foca nas MPE ao estudar “a influências da estratégia de vínculos organizacionais sobre a dinâmica de micro e pequenas empresas”. Os dois artigos seguintes podem ser consideramos da área de marketing, pois tanto o estudo sobre a análise da “comportamento do consumidor de alimentos e a transmissão intergeracional” quanto a análise da “percepção sobre a aceitação e ao ajuste da tecnologia como determinante do uso do comércio eletrônico como canal de compra” analisam a relação final entre o cliente com a empresa no lócus do mercado. Em uma seção que seria de gestão pública podemos os dois artigos seguintes, um sobre “o desempenho dos postos de atendimento ao trabalhador” e outro sobre “o modelo de gestão de polícia comunitária”. A última seção desta revista é sobre gestão do conhecimento e pessoas, onde incluímos o artigo sobre a “inovação e as representações sociais dos dirigentes de empresas de um pólo tecnológico” e finalizamos com uma análise econométrica dos “atributos individuais e as chances de sucesso dos candidatos ao vestibular da UFC”, o único artigo de colegas da UFC de outro programa de pós-graduação, consolidando a nossa busca por endogenia autoral na revisa mínima de artigos do programa dos membros do conselho editorial. Gostaria de finalizar agradecendo as submissões que temos recebido, assim como nossos avaliadores e voltar convidar nossos colegas a visitarem o nosso site (www.Contextus.ufc.br) e submeterem seus trabalhos a nossa revista.

Boa Leitura,

Atenciosamente,

Prof. Dr. José Carlos Lázaro da Silva Filho

Editor

v. 8, n. 1 (2010)

Caros leitores,

Nesta primeira edição que tenho prazer de substituir a Prof. Dra. Sandra Santos no comando editorial da revista, gostaria de congratulá-la pelo excelente legado construído por ela e pelo conselho editorial nestes 8 anos da Revista Contextus. Com o intuito de prosseguir seu avanço qualitativo - que resultou na classificação como uma revista cientifica na área de Administração conforme as expectativas do Sistema Qualis da CAPES - nesta edição apresentamos os primeiros 7 artigos dos 15 artigos anuais a serem editados (com a qualidade esperada de artigos científicos). Com uma linha editorial ampla em “Gestão” a Contextus tem recebido artigos de diversas áreas, o que não é problema frente a contribuição voluntária de um grande número de colegas dispostos a contribuir com o avanço da oferta editorial nas áreas de Administração, Controladoria e Economia – estando aberto a artigos de outras áreas afins como Engenharia de Produção ou áreas transdisciplinares. Iniciamos esta edição com um artigo sobre um tema atual, os projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) e sua efetividade como “mecanismos” para o desenvolvimento. O segundo artigo os autores utilizam a RBV para analisar a gestão de conhecimento como fator competitivo em oito empresas. Conhecimento e informação é o foco do artigo seguinte, que por sua vez aborda duas cadeias produtivas bem diversas a de autopeças de reposição e perfis de alumínio para construção civil. O quarto artigo aborda a gestão de pessoas de empresas terceirizadas no offshore da Petrobrás, tema crescente visto a iminência da nova era do pré-sal e o impacto econômico da mesma. O quinto artigo expõe academicamente um dos mais conhecidos processos de aquisição de empresas no Brasil nos últimos 5 anos, analisando sobre a perspectiva do processo sucessória da família controladora da empresa, a Azaléia Calçados. O sexto artigo os autores usam a Análise Envoltória de Dados (DEA) para analisar a atratividade de fundos de renda fixa de três bancos. O último artigo colegas da UFC de outro programa de pós-graduação apresentam sua análise de setores selecionados frente a entrada no mercado de produtos da República Popular da China, gigante não mais adormecido da economia mundial. Este conjunto de artigos mostra sobretudo a diversidade de abordagens sobre a gestão das organizações, desde um estudo de caso marcante até a análise setorial. Também nesta “seleção” consolida-se uma linha explícita de artigos com enfoque nas questões da sustentabilidade e a organizações. Para finalizar gostaria de dar ênfase na nossa busca por uma endogenia mínima de artigos do programa dos membros do conselho editorial. Para isto contamos com o aumento de submissões de colegas de todas as regiões do Brasil. Assim aguardamos a colaboração de todos. Boa Leitura,

tenciosamente,

Prof. Dr. José Carlos Lázaro da Silva Filho


2009

v. 7, n. 2 (2009)

Editorial

O segundo número de 2009 da Revista Contextus dá continuidade à divulgação de estudos científicos nas áreas de administração, contabilidade e economia. Como tem feito em números anteriores, busca sempre avançar nas qualidades técnica e científica dos artigos publicados, como se pode constatar nos sete artigos publicados.

O primeiro artigo, “Agrupamento dos setores da economia segundo o seu desempenho: um estudo utilizando análise fatorial e de clusters”, analisa o comportamento dos setores da economia nacional durante o período de 2003 a 2006, período que coincide com mudança de governo na esfera federal. A formação dos agrupamentos, segundo as performances setoriais da economia nacional, se faz com base em métricas de desempenho econômico, financeiro e de estrutura.

Por sua vez, o segundo artigo, “O arranjo produtivo local como potencializador da vantagem competitiva: a visão dos participantes do APL de turismo região Lagoas em Alagoas” e mostra como a formação de mão-de-obra e a cooperação empresarial são os determinantes para a competitividade das empresas participantes do arranjo produtivo local de turismo na região.

O terceiro artigo, “Avicultura integrada e estratégias de mercado de grandes empresas em Pernambuco” analisa as estratégias de grandes unidades industriais no agronegócio da avicultura pernambucana a partir de suas relações no ambiente. Evidencia que as empresas pernambucanas, mesmo dependentes de insumos extra-estaduais para ração, conseguem se inserir competitivamente no mercado nacional de ovos e frangos.

O quarto artigo, “Competências necessárias e competências exercidas na gestão de contratos de serviços terceirizados em uma empresa do setor de mineração de Minas Gerais”, ao identificar as competências necessárias a um gestor de contratos de terceirização em empresas mineradoras, observa que a terceirização tem sido uma forma competente de desenvolver o sistema de gestão de empresas mineradoras. Por outro lado, destaca a existência de limitações de qualidade, o que sugere a necessidade de adaptação organizacional para se obter um melhor aproveitamento do mecanismo de terceirização.

O próximo artigo, “A utilização dos custos no suporte as atividades de marketing: um estudo no setor hoteleiro de Curitiba e região metropolitana” análisa a utilização das informações de custos para fins estratégicos na prestação de serviços e o suporte que pode ser evidenciado nas atividades de marketing em sua demanda específica no setor de hotelaria. Os resultados revelaram quanto ao posicionamento estratégico dos gestores dos hotéis, predomina a estratégia de diferenciação para as atividades fins.

O penúltimo artigo desse número, “Gestão de custos rurais: comparando práticas entre distintos pólos de produção agroindustriais do estado de Pernambuco” compara as práticas de gestão de custos no âmbito de empresas agroindustriais localizadas nos principais pólos de produção agroindustrial de Estado de Pernambuco.

O último estudo, “A utilização de software social em organizações: o caso dos wikis”. trata-se de um ensaio que explora as potencialidades da tecnologia softwares sociais web-based dos wikis para incrementar a interação interinstitucional de organizações empresariais.

Certamente, a discussão desenvolvida nos artigos possibilitará aos leitores a oportunidade de confrontar novos conhecimentos e aprofundar avaliações críticas nas temáticas correlatas bem como despertar novos avanços no campo da ciência. Continuamos aguardando sua participação, seja como autor, parecerista ou leitor, contribuindo com suas sugestões para o crescimento da Revista Contextus.

Sandra Maria dos Santos








0

Boas Praticas e Documentos Anexos

Nesta "edição" utilizamos a ferramenta do SEER para publicizar documentos como o manual de "Boas Praticas da Publicação Científica" da ANPAD e outros documentos relevantes da revista.

1 a 33 de 33 itens    
ISSN Impresso: 1678-2089
ISSN On-line: 2178-9258
Qualis B1 (2017 – Administração, Contabilidade e Turismo)
Revista Contextus (Fortaleza) – FEAAC / UFC
Av. da Universidade, 2486 – Benfica, Fortaleza-CE – CEP 60020-180 – Brasil